Mensagens

Banho-Maria

Imagem
É uma técnica de cocção com base no calor indireto. Usa-se para preparar alimentos que não devem entrar em ebulição como caldas, pudins e chocolate. Para fazer o banho-maria tem de colocar um recipiente dentro de um com água quente (como uma panela e uma tigela). Para derreter chocolate tem de mexer sempre.

De acordo o dicionário Houaiss, há três hipóteses sobre a origem do banho-maria:
É associado a Maria, a Judia, que é citada nos textos do grego Olimpiodoro, conhecido como Olimpiodoro, o Novo. Provavelmente viveu em Alexandria, onde além de alquimista, era inventora de equipamentos para destilação e sublimação.É provável, também, que seja a profetisa Míriam (nome hebraico para Maria), irmã de Moisés e Aarão, pressuposta responsável por tratados alquimistas.É possível de que seja uma integração simbólica da Virgem Maria com a misticismo da alquimia. Segundo o etimologista Marcio Cotrim, autor de O Pulo do Gato (livro sobre expressões populares), a chaminé da Maria, a Judia, saia um …

Festa Junina

Imagem
Segundo a história, a Festa Junina surgiu na época pré-gregoriana, comemorando a fatura das colheitas, que ocorria no solstício de verão, fazia-se uma festa pagã agradecendo a fertilidade da terra. Era comemorada em 24 de junho.

Com o tempo, a festa foi sendo divulgada pelo Brasil, trazida pelos portugueses. Nesse período, o milho está bom para cultivo, sendo utilizado em comidas para se consumir na Festa Junina. Decorrendo da região onde é realizada, a Festa Junina possui um características do lugar. De todos os pratos deliciosos, os mais comuns são: canjica, curau, pipoca, paçoca, curau, pamonha, quentão, etc.

A Festa Junina é conhecida e celebrada pela Igreja Católica Romana, por veneração a São João, Santo Antônio e São Pedro. Dessa festa religiosa surgiram a quermesse, barracas onde são vendidas as comidas, brincadeiras como pescaria, correio elegante e quadrilha tendo como finalidade de arrecadar dinheiro para as benfeitorias da Igreja. Conhecida também como festa de caridade.


Fo…

Arroz-Doce

Imagem
No norte da Índia, é comum misturar arroz com açúcar em receitas como shadi pilau (arroz com frutas secas, raspas de coco e açafrão), prato tradicional em casamentos hindus. No norte da Tailândia,  é produzido os kanom neow, bolinhos de farinha arroz cobertos em calda de açúcar e, polvilhadas com coco ralado. Tem também o khao neow plag lamyai, creme de arroz doce com a fruta longan (ou lamyai), coberto com creme de coco e enfeitado com pedaços de longan.

A receita chegou à Europa no por volta do século XIII. Em seguida, é levado ao Brasil pelos portugueses, por ser popular em Portugal. Já veio polvilhada com canela. No Rio de Janeiro, as pessoas ricas do tempo do Império, a maioria descendentes de portugueses, faziam bastante pratos lusitanos entre eles o arroz-doce. Com várias versões, tinha até no livro Cozinheiro Nacional, livro brasileiro no qual tem grande valor histórico. No Brasil, o arroz doce ganhou outras versões como por exemplo, adicionando doce de leite a receita.



Fonte…

Cocada

Imagem
Por volta de 1750, época do Brasil Colônia e chegava vários imigrantes, as escravas negras passaram a cozinhar para os senhores de engenho. Elas adaptaram  seus conhecimentos culinários para agradar seus senhores. Há relatos onde a cocada surgiu mais exatamente no Estado da Bahia e se difundiu para o resto do país. E resistiu até nos dias atuais, sendo encontrado de vária formas, desde a tradicional até com abacaxi, maracujá, cravo e canela, etc. Em Salvador, particularmente, onde criou-se muitos pratos com leite de coco (grande diversidade no Norte e Nordeste do país), como moqueca e escabeche. Com a sobra do bagaço, faziam a cocada adicionando a melaço de cana ou rapadura, produtos bastante encontrados na época. Tem receitas com leite condensado, abacaxi, maracujá, cravo e canela.



Fonte: WikipédiaIrani Felix.

Gastronomia

Imagem
Gastronomia compreende todas as técnicas, práticas e conhecimentos que constroem uma alimentação com qualidade. Estuda modos de preparo, bebidas indicadas em cada refeição e os materiais usados na cocção dos pratos. O profissional que se forma em gastronomia é chamado de gastrônomo. Uma das finalidades é unir de forma agradável e atraente, os diferentes sabores e odores, provocando satisfação para todos os sentidos (olfato, visão, paladar e tato). A gastronomia funcional é um segmento em que se preocupa e criar refeições saudáveis e nutritivas. Segundo nutricionistas, a gastronomia funcional está a prevenção ou tratamento de algumas doenças, como diabetes, artrose, alergias, etc.

Sua função é responsável pela preparação de alimentos por meio de um processo cultural. Esse processo vai além da preparação de alimentos e nutrição, dando um toque artístico a cada preparação. Expressa na comida uma região ou país, representando de certa forma o modo de vida de seus habitantes. Representada…

Chef de Cozinha

Imagem
O profissional de gastronomia tem que lidar com a segurança alimentar, gerenciar funcionários e controlar finanças do restaurante. Pode se especializar em um tipo de culinária desde francesa à japonesa, atuando em áreas como panificação ou confeitaria. Deve acompanhar a rotina da cozinha, negociar com fornecedores, criar estratégias de marketing. Planejar o cardápio de acordo com sazonalidades. Avaliar disponibilidade de produtos. Atua em restaurantes, bares, lanchonetes, hotéis, hospitais, serviços de catering (fornecer comida para companhia aérea ou eventos).



Fonte: Guia do Estudante.

Chapéu de Chef

Imagem
O nome original é toque blanch, que significa "touca branca" em francês. Foi instruído pelo rei da França Luís XIII (1601 - 1643), no seu reinado, e de seus sucessores Luís XIV e Luís XV. A gastronomia era tão importante, que eram chamados de officiel de bouche (oficial da boca). Como toda funções da corte, havia uma hierarquia que se fazia pelo tamanho do chapéu. Segundo o famoso chef francês, radicado no Brasil, Laurent Suaudeau, explica que o chapéu surgiu com os monges, na Europa Medieval, sendo os principais estudiosos e praticantes da gastronomia.

Fonte: Mundo Estranho.